Pelas janelas…

Por: Tônia Amanda Paz dos Santos (a autora permite cópia, desde que indicada a fonte e o link para este blog)
 
“Pela janela do quarto/Pela janela do carro
Pela tela, pela janela/Quem é ela? Quem é ela?
Eu vejo tudo enquadrado…” (Esquadros)
 
A vida moderna tem feito com que vejamos cada vez mais tudo enquadrado, como cantou Adriana Calcanhoto. Pensando bem, não é de hoje não. As janelas, com suas esquadrias, por exemplo, sempre tiveram essa propriedade de nos enquadrar.
 
Coloniais ou moderninhas, quem é que nunca se deixou ficar – junto a uma janela – vendo a  liberdade de uma estrada e o horizonte? E voando livre em pensamentos e sonhos para longe de onde se está, como na canção do Roberto?
 
Há quem diga que isso é tolice. Que elas servem mesmo é para iluminar e arejar o ambiente. Nada mais. Pois eu acho que quem pensa assim, tá por fora. Corre o risco de acabar como a Carolina, do Chico: “Lá fora, amor, uma rosa morreu, uma festa acabou, nosso barco partiu/ Eu bem que mostrei a ela, o tempo passou na janela e só Carolina não viu”.
 
E é por isso que eu me deixo ficar, muitas vezes, enquadrada, olhando o mundo de quantos ângulos elas me possibilitam. Já experimentou?
 

Crédito de imagem: Leandro Joras (fotógrafo)

 
 “A moça feia debruçou na janela/Pensando que a banda tocava pra ela (A banda, Chico Buarque)
 

Pirenópolis, GO. Crédito de imagem: Clícia Lílian (Turismóloga e minha irmã, que não tem nada de feia...rs)

 “Abre a porta e a janela/E vem ver o sol nascer/ Eu sou um pássaro/Que vivo avoando/Vivo avoando/Sem nunca mais parar
Ai Ai! Ai Ai! Saudade/Não venha me matar” (Preta Pretinha, Moraes Moreira)
Crédito de imagem: Google Imagens
“Da janela lateral/Do quarto de dormir/Vejo uma igreja, um sinal de glória/Vejo um muro branco e um vôo pássaro
Vejo uma grade, um velho sinal” (Paisagem da Janela, Flávio Venturini)
 

Janela de Lavabo (imagem tirada do site Casa da Anita )

“Eu sei a hora que você acorda/Já conheço a sua rotina/Não que esteja de tocaia/Minha janela indiscreta
Bem aqui de frente” (Janela indiscreta, Lulu Santos)
Imagem tirada do site 8 Balls
“Da janela o horizonte/A liberdade de uma estrada eu posso ver/O meu pensamento voa livre em sonhos/
Pra longe de onde estou” (À janela, Roberto Carlos)
 
Bay Window (imagem do blog Minha Casa, Minha Cara)
“Da janela eu vejo a rua/Onde ela caminha todo o dia/Ela passa
E sempre acha graça quando me vê” (Da janela, Nenhum de Nós)
 

Bay Window no quarto (crédito de imagem: site Instructable)

 
“Quando o sol bater/Na janela do teu quarto/Lembra e vê/Que o caminho é um só” (Quando o sol bater na janela do teu quarto, Renato Russo)
 
Links para os Blogs e Sites citados neste post:
 
Leandro Joras

8 balls -Um blog feito a sete maos

Casa da Anita
 

8 Comentários

  1. LISON COSTA said,

    setembro 4, 2011 às 5:16 pm

    Saudações!
    Amiga AMANDA PAZ:
    Hoje você está muito inspirada.
    Ficou muito lindo o seu artigo.
    Minha amiga o quanto é maravilhoso se presentear ficando na janela sentido a brisa e divagar em tantos pensamentos reflexivos.
    Parabéns por mais um lindo Post!
    Abraços,
    LISON.

    • setembro 4, 2011 às 5:22 pm

      Boa tarde meu amigo Lison.

      Realmente eu estava inspirada. Quer saber por que? acho que foi de tanto ler seus lindos textos…rsss. Não sei se você reparou, mas a sua inspiração me levou até a escrever o post sobre o Tietê com uma toada mais lírica…
      Sei que você já postou outro belíssimo post em seu blog. Em breve passarei por lá. Quero ter tempo para ler o texto como ele merece ser lido.
      Um grande abraço e obrigada por embelezar meu post com suas lindas palavras.

  2. J.R. said,

    setembro 4, 2011 às 8:16 pm

    Que lindas…adorei o estilo de todas!!!! *.*

  3. marco said,

    setembro 4, 2011 às 8:26 pm

    a combinação do texto com as imagens ficaram perfeitas!

  4. Juliana said,

    setembro 4, 2011 às 8:37 pm

    Nossa, que liiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiindo! Adorei as imagens também. Foi você que tirou né? Está de parabéns! Mesmo, mesmo. Sucesso no teu blog.

    • setembro 4, 2011 às 8:49 pm

      Obrigada minha querida Juliana. Menina, as imagens não são minhas não. Algumas são de fotógrafos profissionais, outras de amadores. Não são lindas? obrigada pela sua visita aqui no meu cantinho. Sinta-se sempre bem-vinda. Um beijo.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: