Faça você mesmo: cortina para box

Adoro projetinhos do tipo “faça-você-mesmo”, ainda mais quando, além de lindos, são ultra-mega-power fáceis de fazer. Como a cortina abaixo, que encontrei no site da Martha Stewart . Meu box ne-ces-si-ta de uma destas. E o seu?

Materiais e Equipamentos:

Tecidos impermeáveis em 3 cores diferentes (de preferência bem contrastantes entre si);

Linhas, tesoura, máquina de costura.

Instruções:

1. Meça da haste do chuveiro ao chão para estabelecer qual o comprimento total que a cortina irá ter. A faixa que ficará no topo da cortina deverá ter 6/10 da medida total e as do meio e debaixo deverão ter 2/10 da medida total cada uma. (Por exemplo, para uma cortina de chuveiro medindo 1oo centímetros, a faixa superior seria de 60 centímetros e as outras seriam de 20 centímetros cada uma).

2. Não se esqueça de adicionar em cada peça, 1cm para cada lado que será costurado ao outro.

3. Costurar cada parte na outra para formar uma peça inteira.

4. Faça as barras (do topo, de baixo e dos lados).

5. Instale ilhoses próprios para cortinas no topo, distanciando-os cerca de 10 cm entre si e a, aproximadamente, 5cm da borda superior.

OBS: Na foto, são dois blocos de cortina. Mas, você pode fazer uma inteiriça. Não se esqueça de que a medida da largura da cortina deve ser o dobro da medida da largura do seu box, para que ela possa ter o efeito de franzida, quando estiver fechada.

Fácil, não? Então, mãos à obra.

Se você não souber costurar, não fique triste. Aposto que conhece uma costureira  aí no seu bairro que poderá confecccionar uma para você.

Abraços e até a próxima!

Anúncios

Que tal mudar o cardápio neste Natal?

Nos últimos seis anos (desde quando fiquei noiva), passo o Natal na casa do meu sogro, no sul de Minas. Cozinheiro de mão cheia, ele adora preparar aqueles pratos mineiros bem tradicionais e calóricos: leitão à pururuca; pernil; feijão tropeiro; tutu e por aí vai. Para completar, minha cunhada ainda prepara tortas muito, muito doces e pesadas.
 
Pode parecer frescura. A verdade é que meu paladar tem afinidade por sabores mais suaves e por misturas agridoces que a família do meu noivo não tolera. Então, todos os anos, acabo dando uma de chata e preparando minha prórpria refeição. Como não sou uma expert na cozinha e gosto de experimentar coisas novas, começo a procurar, com certa antecedência,  receitinhas que me agradem. E a Internet ajuda muito nestas horas.
 
Para a ceia deste ano, encontrei cada receita de dar água na boca. A dúvida está em quais delas preparar:
 
Salada de quinoa com shiitake
Rende 4 porções e é fácil e rápido de preparar (+- 20 min)
 

Salada de quinoa com shiitake (Foto: Codo Meletti / Produção Bel Cordeiro)

Ingredientes
– 200 g de quinoa¹
– 2 colheres (sopa) de azeite
– 150 g de cogumelo shiitake laminado
– 100 g de abobrinha italiana laminada sem as sementes
– Sal e pimenta-do-reino moída na hora
– 200 g de minitomates, do tipo sweet grape, cortados em quatro
– 1 colher (sopa) de salsinha picada
– 1 colher (sopa) de hortelã em tiras
– Raspas de 1 limão-siciliano
– 4 folhas inteiras de alface-americana
– 4 folhas inteiras de radicchio
– 1 colher (sopa) de pistache laminado²

Modo de preparar
Coloque a quinoa em uma panela com 1 litro de água, leve ao fogo, espere abrir fervura e cozinhe por 3 minutos ou até que fique al dente. Escorra e reserve. Em uma frigideira, esquente o azeite, adicione o cogumelo shiitake e, em seguida, a abobrinha. Tempere com sal e pimenta e salteie em fogo alto por 2 minutos. Acrescente a quinoa, o tomate, a salsinha, hortelã, sal, pimenta e as raspas de limão. Retire do fogo e deixe esfriar. Monte a mistura nas folhas de alface e de radicchio. Decore com as lâminas de pistache e finalize com sal e pimenta moída na hora.

1 Quinoa é uma planta nativa da Colômbia que produz um grão arrendondado e de textura macia. Chegou ao Brasil há cerca de 3 anos, sendo inicialmente produzida na entressafra da soja. Foi considerado o melhor alimento para o consumo humano pela Academia de Ciência dos Estados Unidos. Rica em proteínas, além de fibras, vitaminas e minerais importantes, como cálcio e ferro. Possui também ômega 3 e 6, gorduras benéficas à saúde pois são capazes de prevenir o aparecimento de doenças cardiovasculares. Segundo a FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação) ela é um dos vegetais mais completos existentes.

2 O pistache pode ser substituído por outra castanha, como nozes, amêndoas, castanhas-do-Pará.

Abacaxi grelhado

Fonte: M de Mulher

Para montá-lo, corte o abacaxi em fatias médias e salpique com ramos de tomilho. Aqueça uma grelha antiaderente somente untada com azeite e grelhe a fruta por 3 minutos de cada lado.

Abacaxi grelhado: ótimo acompanhamento para as carnes

 
Salada de batata com pepino e hortelã
 

Salada de batatas com pepino e hortelã

 
Ingredientes:
.1 kg de batata bolinha
. 4 pepinos cortados em cubos médios
. 1 xícara (chá) de iogurte natural
. 1 colher (sopa) de tahine (pasta de gergelim)
. 1 colher (chá) de alho picadinho
. 2 colheres (sopa) de suco de limão
. 2 colheres (sopa) de hortelã picadaLave bem a batata em água corrente e cozinhe em uma panela com água fervente e sal até ficarem macias. Escorra e deixe esfriar. Corte a batata em 4 partes e ponha em uma tigela junto com o pepino. À parte, misture o iogurte, o tahine, o alho e o suco de limão. Mexa até dissolver o tahine por completo e obter um molho liso e cremoso. Ponha a hortelã e mexa mais um pouco. Despeje o molho sobre a batata e misture bem. Sirva gelada.
 
Salpicão de Atum
Salpicão de atum: Sugestão de montagem (Foto: Codo Meletti / Produção Bel Cordeiro)

Ingredientes:

– 250 g de batata-doce (Substitui a batata palha. Fica delicioso)
– 900 ml de óleo
– 2 miniabacates 
– 6 colheres (sopa) de azeite
– Suco de 1/2 limão
– 1 cebola-roxa pequena, ralada
– 1 pimenta dedo-de-moça sem sementes cortada em quadradinhos
– 1 colher (chá) de salsinha picada
– 1 colher (chá) de hortelã picada
– Sal e pimenta-do-reino moída
– 2 latinhas de atum sólido
– 8 folhas de alface roxa

Rale a batata-doce no sentido do comprimento em ralo grosso e vá jogando na água gelada para não escurecer. Escorra e frite, aos poucos, em óleo quase quente a 140˚C, para não dourar rapidamente e também não encharcar. Seque em papel-toalha. Reserve. Amasse grosseiramente o abacate e tempere com 4 colheres (sopa) do azeite, suco de ½ limão, a cebola, a pimenta dedo-de-moça, metade da salsinha, a hortelã, sal e pimenta-do-reino e junte o atum. Misture bem e sirva nas folhas de alface lavadas e secas.

Salmão grelhado com molho de ervas

Fonte: Receitinhas

Salmão grelhado com molho de ervas

Ingredientes:

1 kg de salmão em filés
500 ml creme de leite fresco
3 colher(es) (sopa) de manteiga 
1 copo(s) de vinho branco
1 colher(es) (sopa) de ervas de provence (tomilho, manjericão, alecrim, sálvia misturados)
1 folha(s) de louro
500 gr de batata cozida(s), sem casca(s)
quanto baste de salsinha
quanto baste de sal

Tempere o salmão com sal e besunte  com pouco de azeite. Grelhe ambos os lados do salmão em uma frigideira antiaderente e reserve aquecido. Em uma frigideira, acrescente o vinho e deixe evaporar um pouco. Acrescente as ervas e mexa bem.
Regue com o creme de leite, misture e deixe reduzir até obter um molho levemente encorpado.
Em outra frigideira, adicione manteiga, a salsinha picada e as batatas cozidas (cortadas em pedaços de igual tamanho).
Misture, envolvendo bem a batata na manteiga com salsinha.
Sirva o salmão grelhado regado com o molho de ervas.
Acompanhe com as batatas e sirva.

Tender com farofa de germe de trigo

Fonte: M de Mulher

Tender com farofa de germe de trigo: Para quem não dispensa o tender no Natal

Ingredientes:

Tender:

• 1 tender bolinha temperado
• 6 fatias de abacaxi em cubos
• 1 manga em cubos
• 12 cerejas frescas sem caroço
• 4 colheres (sopa) de margarina light derretida
• 2 colheres (sopa) de molho inglês
• Cravo-da-índia a gosto

Farofa de germe de trigo:

200 g de germe de trigo/ 1 colher (sopa) de manteiga ou azeite/ Cheiro-verde picado e sal a gosto/Uva-passa a gosto ou uma banana picada.

 Tender: Coloque o tender em uma fôrma refratária. Com uma faca bem afiada, desenhe pequenos losangos na parte de cima do tender. Espete na ponta de cada losango um cravo. Separe a maior parte de cada fruta e bata no liquidificador. Regue o tender com o molho inglês e esse suco das frutas e leve ao forno preaquecido por 50 minutos. Quando estiver dourado, retire e decore com o restante das frutas se quiser.

Farofa de germe de trigo: Derreta a manteiga em uma panela (ou coloque o azeite) e adicione o germe de trigo, o cheiro-verde e o sal. Em seguida, coloque as passas ou a banana cortadinha e mexa, deixando tostar.

Salada de Tender (2 porções)

Fonte: Panelinha

Salada de tender: Essa dica é ótima para aproveitar a sobra do tender da ceia

Ingredientes:

200 g de tender
150 g de abacaxi
10 g / 1 colher (sobremesa) de uvas-passas
10 g / 1/4 de maço de salsinha
1 colher (sopa) de suco de limão
1 colher (sopa) de azeite de oliva
sal e pimenta-do-reino a gosto

Numa tábua, corte o tender em fatias de 1 cm, as fatias em tiras de 1 cm e essas tiras em cubos. Reserve.  Descasque o abacaxi: comece cortando a coroa e a base; apóie a fruta numa tábua e corte a casca de cima para baixo. Em seguida, fatie em rodelas de 1 cm e pese até completar 150 g. Corte as rodela em tiras de 1 cm e estas em cubos.  Lave e seque muito bem a salsinha sob água corrente. Retire as folhas dos cabinhos.  Numa tigela, junte os cubos de tender e os de abacaxi com as folhas de salsinha. Acrescente as uvas-passas e os temperos restantes. Misture muito bem e sirva a seguir.

E de sobremesa….

Mousse Tropical

Fonte: Olinda Urgente

Sugestão de montagem: faça camadinhas com o creme e com as frutas em taças individuais e decore com uma fruta. Fica lindo.

Ingredientes:

2 magas
6 kiwis
1 maracujá
150 g de açúcar
400 ml de creme de leite
Suco de 1 ½ limão

Em uma panela, coloque suco de limão, 120 ml de água e o açúcar. Ferva em fogo brando até formar um xarope. Deixe esfriar. Em uma vasilha coloque o creme de leite e bata até ficar consistente. Derrame o xarope de limão, aos poucos, sobre o creme. Bata mais e reserve.  Separe metade do creme e misture com as mangas (descascadas e trituradas no liquidificador). Coloque em um recipiente de vidro e leve à geladeira.  Separe a outra metade do creme em duas porções. Na primeira junte o Kiwi (descascado e triturado). Coloque essa mistura sobre o creme de manga e leve novamente à geladeira. Na outra porção junte a polpa de maracujá (coada). Coloque sobre o creme de kiwi. Deixe tudo na geladeira. Sirva com biscoitos de amêndoas.

Manjar Branco

Fonte: Dicas Legais

Manjar, uma de minhas sobremesas preferidas: barata, fácil de fazer e deliciosa

Ingredientes:

1 litro de leite
1 vidro pequeno de leite de coco
100 g coco ralado seco sem açúcar
6 colheres (sopa) amido de milho
8 colheres (sopa) açúcar

Coloque o leite, o açúcar, o leite de coco, o coco ralado em uma panela, misture bem, leve ao fogo e junte o amido de milho dissolvido em um copo de leite Mexa sempre até engrossar, aguarde mais um minuto e despeje em uma forma decorada untada com oleo ou simplesmente molhada Deixe esfriar e leve a geladeira por 2 horas Sirva com calda de ameixa ou calda de morangos.

Sugestões de bebidas, bem refrescantes:

Drink de Natal (sem álcool)

Fonte: Renataa Pure Glitter

Ingredientes:

1 fatia de de abacaxi (40g)
1 fatia de de melancia (180ml )
100g de de água com gás

Bater no Liquidificador bem todos os ingredientes. Dica:Enfeite o copo com um raminho de Hortelã!!!

Sandia Fresca (alcóolico)

Fonte: Mambo

Sandia Fresca

Ingredientes (1 taça):

Pepino, Melancia, Rum Branco, Água gasosa, Hortelã e Limão.

Pegue um pedaço médio de Melancia (em torno de 50g) e macere levemente numa taça alta; Em seguida, acrescente uma fatia de Pepino e 10 folhinhas de Hortelã; Macere novamente com cuidado; Complete a taça com gelo, 50ml de água com gás e 50ml de Rum Branco. Para finalizar, esprema algumas gotas de limão, adoce a gosto e decore com um pedaço de Melancia na borda.

E, por falar em bebidas, vocês já ouviram falar da nova tendência de coquetéis que andam bombando nas festinhas brasileiras: os drinks de comer? Como assim????? é isso mesmo. São os chamados drinks sólidos, uma invenção da modernosa Gastronomia Molecular, ramo da culinária que vira pelo avesso os ingredientes, dando forma a verdadeiros espetáculos de sabores e texturas inimagináveis.

Curaçao Blue....de comer

Se você ficou curioso, clique AQUI para assistir a um vídeo que ensina a técnica de preparo de um destes coqueteis sólidos.

E então? gostaram das sugestões? eu adorei. Difícil será escolher apenas algumas.

 

Enfeites de Natal para comer com os olhos e com a boca

Além de lindos de se ver, são deliciosos de se comer. Práticos,  ao invés de irem para o lixo ou para o fundo de uma caixa, no final da festa, os enfeites comestíveis podem ser…comidos, é claro. Duvida?

Árvore de Natal de trufas

 

Árvore de Natal de suspiros

 

Árvore de Natal de carolinas

 

Árvore de Natal de bem-casados

 

Bolas de Natal recheadas com macarrons

 

Guirlanda Ferrero Rocher

 

Guirlanda de castanhas variadas

 

Cordões de marshmallows

 

Biscoitos de gengibre para pendurar na árvore de Natal

 

Decoração de mesa: Bandeja de petiscos em forma de guirlanda

 
 Eu, que adoro coisinhas que unem o útil ao agradável, adorei todas as ideias, especialmente a bandeja de petiscos. Acho que vou aprovitar a dica  neste Natal. 
 
Sites que indico:
 

Natal cheio de simbolismos

Mais um final de ano está chegando. E com ele, uma das datas mais aguardadas por milhares de pessoas no mundo: o Natal. Como é de costume entre os cristãos, comemoramos a chegada do menino Jesus com muita festa, oração e – como não podia deixar de ser – carregados de simbolismos, que, com o passar dos tempos, acabam tendo seus significados despercebidos por muitas pessoas que deles se utilizam, especialmente, nesta época do ano.

Os símbolos mais utilizados no Natal são: a árvore (enfeitada com bolas, anjos, laços); o presépio; a ceia; a estrela, a guirlanda; as velas; os presentes e cartões. O que alguns de nós se esquece ou, muitas vezes, não percebe é o simbolismo com que estão impregnadas muitas das belíssimas canções natalinas.

Há um conto, chamado Natal nas Trincheiras¹ que, apesar de fictício, foi inspirado em um acontecimento real: a trégua de Natal de 1914, durante a 1ª Guerra Mundial. O fato teve lugar na linha de batalha entre a costa da Bélgica, a norte, e a fronteira da Suíça, a sul, em um trecho denominado Terra de Ninguém.  No conto, a música  Stille Nacht (Noite Feliz), de Franz Grüber, é entoada por um soldado alemão e logo seguida por seus companheiros. Do outro lado, na trincheira oposta, os soldados das Forças Aliadas – sensibilizados pela bela música, resolvem engrossar o coro, cantando também, em sua própria Língua, confraternizando com os inimigos. 

Uma de minhas canções de natal preferidas chama-se The twelve day of Christmas² (Os doze dias do Natal).  Contam que ela surgiu durante a época da perseguição anglicana contra os católicos, no século XVI. Alguns países, adeptos da Reforma Protestante, começaram a perseguir os católicos, tornando quase impossível a prática de sua religião naqueles territórios. Para continuar transmitindo a doutrina católica aos seus fiéis e celebrar sem medo de represálias o Natal, conforme sua tradição, católicos ingleses compuseram a música, que  seria uma espécie de catecismo às escondidas, uma vez que o simbolismo de sua letra expressaria, na realidade, a fé cristã.

Os doze dias do Natal (Tradução da música The twelve days of Christmas)

“No primeiro dia de Natal o meu verdadeiro amor deu-me: uma perdiz numa pereira.

No segundo dia de Natal o meu verdadeiro amor deu-me: 2 pombas-rolas e uma perdiz numa pereira.

No terceiro dia de Natal o meu verdadeiro amor deu-me: 3 galinhas francesas, 2 pombas-rolas e uma perdiz numa pereira.

No quarto dia de Natal o meu verdadeiro amor deu-me: 4 pássaros cantando…

No quinto dia de Natal o meu verdadeiro amor deu-me: 5 anéis dourados…

No sexto dia de Natal o meu verdadeiro amor deu-me: 6 gansos chocando…

No sétimo dia de Natal o meu verdadeiro amor deu-me: 7 cisnes nadando…

No oitavo dia de Natal o meu verdadeiro amor deu-me: 8 servas ordenhando…

No nono dia de Natal o meu verdadeiro amor deu-me: 9 senhoras dançando…

No décimo dia de Natal o meu verdadeiro amor deu-me: 10 lordes saltando…

No décimo primeiro dia de Natal o meu verdadeiro amor deu-me: 11 flautistas tocando…

No décimo segundo dia de Natal o meu verdadeiro amor deu-me: 12 tocadores de tambor, 11 flautistas tocando, 10 lordes saltando, 9 senhoras dançando, 8 servas ordenhando, 7 cisnes nadando, 6 gansos chocando, 5 anéis dourados, 4 pássaros cantando, 3 galinhas francesas, 2 pombas-rolas e uma perdiz numa pereira…”

A letra da canção, de acordo com a fé cristã, deveria ser compreendida da seguinte forma³:

1º dia: O verdadeiro amor seria Deus Pai. A perdiz na pereira simbolizaria Nosso Senhor Jesus Cristo. E a pereira representaria a Cruz.

2º dia: As duas  pombas-rolas representariam o Antigo e o Novo Testamento. 

 3º dia:  As três galinhas francesas representariam as três virtudes teologais: fé, esperança e caridade. Essas galinhas eram muito caras durante o século XVI e só os ricos tinham condições de comprá-las. Por isso, poderiam simbolizar, também, os três presentes ofertados pelos Reis Magos ao menino Jesus: ouro, o inceso e a mirra.

4º dia: Os quatro pássaros cantando representariam os quatro Evangelhos. Neles estão contidos a vida de Nosso Senhor e seus ensinamentos. Como pássaros cantando de modo claro e em alta voz, os quatro Evangelistas espalham por todo o mundo a Boa-Nova da Vida, Morte e Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo.

5º dia: Os cinco anéis dourados representariam os cinco primeiros livros do Antigo Testamento ou o Pentateuco (Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio), que lembravam aos católicos suas raízes.

6º dia: Os seis gansos chocando representariam os seis dias que Deus empregou na criação da Terra, do Universo e das criaturas.

7º dia: Os sete cisnes nadando representam os sete sacramentos e também os sete dons do Espírito Santo. Com os sacramentos e os dons, os fiéis poderiam sustentar-se através dos tempos de perseguição. Como os filhotes de cisnes transformam-se de patinhos feios em belos cisnes, assim a graça de Deus nos transforma de simples criaturas em filhos de Deus.

8 º dia: As oito servas ordenhando representariam as oito bem-aventuranças pregadas por Nosso Senhor no Sermão da Montanha. As bem-aventuranças, como o leite, alimentam e nutrem o católico.

9 º dia: As nove senhoras dançando são os nove frutos do Espírito Santo (Gal. 5, 22-23): caridade, alegria, paz, paciência, afabilidade, bondade, fidelidade, brandura e temperança. Da mesma forma como as senhoras que dançam alegres, os cristãos podem alegrar-se com a vida transformada pelos frutos do Espírito Santo.

10 ºdia: Os dez Lordes pulando simbolizariam os 10 Mandamentos da Lei de Deus.

11 ºdia: Onze flautistas tocando representariam os 11 Apóstolos que permaneceram fiéis a Nosso Senhor. Como flautistas atraem o público com sua música, estes discípulos chamaram outros a seguir Jesus, tocando uma canção eterna: a mensagem de salvação e da ressurreição após a morte.

12º dia: Os doze tocadores de tambor representariam os doze artigos do Credo. Assim como eles tocam sonoramente para que todos possam ouvi-los, o Credo revela a fé daqueles que são chamados cristãos.

Já o título da canção Os doze dias do Natal, refere-se aos dias entre o Natal e a Festa da Epifania, que é celebrada no dia 06 de Janeiro. Originalmente, a Festa da Epifania era a única festa cristã da manifestação de Deus ao mundo na pessoa de Jesus de Nazaré e incluía a celebração do Nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo, a adoração dos Rei Magos e todos os acontecimentos da infância de Jesus como a Circuncisão, a Apresentação no Templo, assim como o seu Batismo por São João no Rio Jordão.

 Lindo, não é mesmo?

Seja qual for a sua fé, desejo a todos um final de ano repleto de paz e respeito. Que as pessoas procurem ser mais fraternas umas com as outras e que se unam em busca de um bem que não seja particular, mas de interesse comum: um mundo melhor para todos nós.

UM ÓTIMO NATAL  E UM ANO MELHOR DO QUE FOI ESTE QUE SE VAI É O QUE DESEJO A TODOS!

Linda tela do pintor português Grão Vasco, Século XVI

Fontes de pesquisa:

1 Clique AQUI e leia o conto Natal nas Trincheiras.

2 Clique AQUI ou AQUI e ouça a música “The twelve days of Christmas”

3 Clique AQUI e leia o texto de Roger Vargas “Os doze dias do Natal” para a Revista Catolicismo.

Filmes que retratam o episódio da trégua nas trincheiras: “Feliz Natal” (2005) e “Oh! Que bela guerra” (1969) 

Meme Nostalgia: as dez músicas de que vale a pena recordar

Mais uma vez fui convidada por alguns amigos do diHITT (nesse caso, Lena Lopes e Jorge Antônio) a participar de um meme. Desta vez, a tarefa é organizar uma seleção de dez músicas que me trazem boas lembranças. Outra missão difícil. Mas, como da outra vez, vou fazer o melhor possível para realizá-la. Tenho um gosto muito variado, que “conversa” com vários gêneros musicais, como rock, classic music, Bossa Nova, MPB, romantic music, pop music, baião, música regional, brega…vixe! Música, para mim, é estado de espírito.

Espero que gostem:

1- Atrás da Porta (Chico é figurinha carimbada em meus arquivos de música…tenho quase todas e esta é daquelas composições que chegam a doer de tão perfeitas, ainda mais com a interpretação desta ferinha aí)

2-Súplica Cearense (linda composição de Gordurinha em 1960, já foi regravada por vários artistas ao longo dos tempos. Minha versão favorita é esta, feita pelo grupo O Rappa)

3-Renovação (esta é de Candinho, compositor amazonense, e me traz ótimas recordações do tempo do colégio, quando, após o almoço, alguém sacava um violão e logo reunia uma galera para entoar, a muitas vozes, as canções que faziam nossas cabeças naqueles idos de 1980 e poucos)

4-Devaneios (Julio Iglesias e Roberto Carlos sempre me fazem voltar para um tempo em que eu era menina e meu pai, no auge do seu romantismo, sentava-se no sofá da sala, com as luzes apagadas, e ficava a ouvir suas canções na vitrola. Parece que ele está aqui, agora. Saudade pouca é bobagem.

5-The unforgiven (Quantas vezes acordei ao som desta música da banda Metallica tocando no quarto ao lado, na nossa velha casa, em Manaus? basta ouvi-la e parece que volto no tempo. Meu irmão amado volta aos seus 17 anos, insistindo em me ensinar a tirar algumas notas do seu velho teclado. Mais saudades!!!!

6- Stand by me (B.E.King, na década de 60, deve ter enlouquecido o público com essa música. Para mim, ela será sempre a trilha sonora das minhas recordações de infância. Talvez isto se deva, muito, ao filme da década de 80, de mesmo nome, do qual esta música fez parte e o qual não canso de assistir. Afinal, como escreveu Stephen King, no conto que deu origem ao filme, “Eu nunca mais tive amigos como os que tive quando tinha 12 anos”  e o filme é todo sobre isto: amizade. Gosto, especialmente, do clipe abaixo, que mescla imagens antigas e mais recentes de B.E.King e dos atores e cenas do filme.)

7-Bandolins ( Oswaldo Montenegro, Zé Ramalho, Gonzaguinha, Aldir Blanc, Belchior, são outros, cujas composições fazem-me viajar. Fica, portanto, “Bandolins”, como representante dessa geração de fantásticas composições de igualmente fantásticos compositores nacionais)

8-Hino ao amor (Esta nem é do meu tempo, mas, incrivelmente, consegue me transportar para uma época que nunca conheci, para uma vida que nunca vivi e para dores que nunca senti. Que voz! Que interpretação (só não sei qual é mais perfeita, a de Dalva ou a de Maysa)! Que letra! chega a doer de tão bela.)

9-Que sera sera (Doris Day, magnífica em um dos meus filmes prediletos do mestre do suspense – Hitchcock- “O homem que sabia demais”. Além de linda, ótima atriz, ainda canta muito. Não resisto e colocarei de bônus, também, “Fly me to the moom”, na voz da diva. Nossos ouvidinhos merecem esta delicadeza.)

10. Sleepwalk (Quanta pressão! escolher 10 músicas apenas é muiiiiito difícil. Deixei muitas de fora. Mas, não podia deixar de colocar este clássico do rock instrumental, do final dos anos 50. As notas agudas tiradas da guitarra havaiana de Santo é de doer na alma. Amo esta música. Ela também me traz recordações de algo que nunca vivi, de uma época que não conheci, mas, de que tenho saudades, ainda assim.)

Bem, é isso. Não dá para colocar mais, né? senti falta das classiquinhas que amo. Mas, como já havia publicado um post com algumas das minhas clássicas favoritas, qnteriormente, acho que esta dívida já está paga (é só acessar o link https://chadecasinha.wordpress.com/2011/09/04/curtindo-o-finalzinho-de-inverno-que-ainda-me-resta/ e se deleitar). Espero que tenham gostado. Eu, pelo menos, adorei participar de mais esta delícia de meme. Até o próximo!!!!

Aproveito para convidar alguns amigos a continuarem a brincadeira e nos apresentarem suas seleções:

Pedro Antonio

Nestor Waldhelm Neto

José Lourival Ventura

Cintia

Jose Francisco

Maria de Fátima Jacinto

Márcia Canêdo

As dez coisas de que eu mais gosto….

Este post é diferente de todos os que eu já publiquei no meu blog, pois foi elaborado por indicação de uma amiga, a Rê, lá do diHITT. Adorei poder participar dessa brincadeira. Mas, fiquei desesperada por ver limitadas, a dez, as coisas de que mais gosto. Pois, são tantas. Acho que encontrei uma saída para este dilema: aproveitando o tema do meu blog, vou listar as dez coisas de que mais gosto de ter ou de fazer em minha casa. Ufa! ainda assim, vai ser dureza. Mas, tarefa é tarefa, portanto, vamos lá:

1ª Dormir abraçadinha com meu noivorido em uma cama bem confortável e com lençóis limpinhos e cheirosos.

2ª Adoraria receber a visita da minha família, mas isso ainda não foi possível…snif! snif! De qualquer forma, fico feliz por poder visitá-los.

Apenas alguns deles...quantas saudades!!!!

3ª Receber os amigos para uma recepçãozinha repleta de gostosuras ou para uma sessão pipoca com uma boa seleção de filmes.

Apenas alguns dos filmes que adoro

“O amante” (Jean-Jacques Annaud), O homem que sabia demais (Alfred Hitchcock), Conta comigo (Rob Reiner) e M. Butterfly (David Cronenberg)

4ª Ler meus autores favoritos esticada em um sofá macio ou em uma cadeira de balanço, na varanda.

Apenas alguns deles

Francis Scott Key Fitzgerald, Jorge Amado, Gabriel G. Marquez, Jane Austen, Stephen King e Simone de Beauvoir são apenas alguns deles.

5ª Navegar na Internet, atualizar meus blogs, responder aos meus e-mails, interagir com os amigos no diHITT…rs.

Meus acessórios favoritos...rs

Meus acessórios favoritos...rs

6ª Costumizar minhas roupas e as das amigas e depois “Brincar” de desfile de moda na frente do espelho…rs.

Meu blog de customização: http://www.funnyamandita.wordpress.com

7ª Comprar ou criar uma nova frescurinha para deixar minha casa ainda mais charmosinha.

Jardim vertical em sapateira de nylon

8ª Chegar cansada de viagem ou de um passeio e tomar um banho bem gostoso, vestir uma roupa bem confortável e brincar com meu noivorido de Monopolly Deal na cama. E ganhar dele, é claro…rs.

9ª Ouvir uma musiquinha quando bate a vontade. Dependendo do estado de espírito, posso querer escutar uma “rock ballad”, uma classiquinha ou uma M.P.B das boas.

“Mama Said” – Metállica, uma das minhas bandas de rock favoritas.

10ª (Já???) Fazer uma panela de brigadeiro, quando me sinto um pouco sensível (eufemismo para T.P.M…rs), e comer tudo sozinha.

Delícia!

Bem, é claro que há uma porção de outras coisas de que gosto (algumas impublicáveis aqui…rs), mas acho que consegui cumprir a tarefa, vocês não acham? Espero que tenham gostado. É isso. Agora, acredito que preciso indicar mais dez pessoas para continuarem a brincadeira, não é mesmo? E os indicados são:

1- Aurélio Cesar Stupp:

2- Jorge Antônio Nunes de Oliveira:

3- Tomé Ferreira

4- Frank William Miranda de Carvalho

5- Lucineia Lemes

6- Pithan Pilchas

7- Jorge Purgly

8-Amores  no Velho Chico

9- Nanda Botelho

10- Belinha Fernandes

Deixei o link dos amigos indicados para que vocês possam conhecer, também, essas pessoas sensacionais que conheci no diHITT. Há muitos outros que, injustamente, acabei deixando de citar, mas que moram em meu coração e que não indiquei apenas por achar que já foram indicados por outros. Espero que os convites sejam aceitos, pois foram sinceros.

Adorei participar da brincadeira. Um grande abraço a todos que conferiram este post.

Só no truque!

Texto: Tônia Amanda

Durante a Idade Média, qualquer mulher que demonstrasse algum tipo de sabedoria corria sério risco de ser mandada para a fogueira, sob a acusação de bruxaria. Aliás, a palavra “bruxa”, em sânscrito, signifiga “mulher sábia”. Trocando em miúdos, as bruxas, na maioria das vezes, eram mulheres que conheciam e empregavam ervas  para curar enfermidades ou para resolver probleminhas domésticos.

Entretanto, devido à repressão a essas manifestações femininas, a sociedade, durante longos anos, ficou sem saber que se podia limpar manchas de vinho tinto, por exemplo, usando vinho branco; que açúcar e água fervente tiram manchas de roupas ou que limão remove o mofo das roupas brancas. E foi por esse motivo que a Idade Média também ficou conhecida como a Idade das Trevas….(tá bem! não foi bem por isso não…rs).

Felizmente, as coisas  mudaram. E, hoje, eu posso escrever as dicas baixo, que podem facilitar nossa vida, sem susto:

1ª-Roupas Manchadas por Roupas Coloridas: Em uma panela, ferva água suficiente para encobrir a roupa manchada. Adicione uma boa porção de açúcar, mexa e junte a roupa. Deixe a mistura no fogo até que a mancha desapareça. Só faça isso com roupas de algodão. Se forem coloridas, verifique se a cor não desbota.

2ª-Mancha de água em utensílios de Inox: usar álcool ou vinagre branco.

3ª-Repelente de traças: faça sachês (saquinhos) com folhas de capim-limão picadas e espalhe em gavetas e armários. As traças odeiam o cheiro cítrico exalado pela erva. Troque os sachês quando perderem o aroma ou quando as folhas secarem.

4ª-Odor de suor em tecidos sintéticos: Lave a roupa, como de costume, e a mergulhe em uma solução de água com 1 colher de bicarbonato de sódio, durante o último enxágue.

5ª-Roupas brancas manchadas de mofo:  esfregue limão sobre o mofo. Lave com água e sabão e pendure ao sol.

6ª- Roupas coloridas com mofo: Deixe de molho em água quente com sal até a água esfriar. Depois esfregue o sumo de limão com sal sobre os pontinhos pretos de mofo e deixe ao sol por algumas horas. Em seguida, lave normalmente.

7ª-Limpar a base do ferro de passar: Com o ferro frio e desligado, limpe-o com pano úmido e detergente neutro. Seque-o bem, com pano macio e passe uma camada de cera incolor para carros. Enxugue-o, em seguida, com pano seco.

8ª-Lingeries- Para que não amarelem, com o tempo, deixe-as sempre de molho em uma mistura de água e bicarbonato de sódio antes de lavá-las.

9º-Spatos que não pegam mais graxa: Deixe-os brilhando novamente, friccionando neles um pedaço de batata embebido em álcool. Em seguida, engraxe-os normalmente.

10ª-Formigas: prepare barreiras com talco, pó de café ou cascas de pepino. Para que elas não entrem em casa, plante hortelã próximo às entradas. Nas frestas com formigas, aplique álcool ou vinagre com o auxílio de uma seringa. Mas, antes de exterminar os pobres bichinhos, procure descobrir o que os está atraindo, para eliminar a causa.

11ª-Chulé: além das medidas higiênicas, dissolva 2 pedrinhas de cânfora em 200ml de álcool comum (demora 5 dias). Acrescente 1l de água fervente e 1 punhado de folhas secas de menta ou hortelã. Espere amornar e deixe os pés de molho na mistura por 30 min. Seque-os bem. Se quiser, massageie entre os dedos com álcool canforado.

12ª-Flores durarem mais: Corte, diariamente, um pedaço do caule na diagonal e mantenha as flores imersas em água gelada.

13ª-Abrir a tampa do vidro de conserva: mergulhe o vidro, de cabeça para baixo, em água fervendo.

14ª-Cheiro ruim na geladeira: Realize a higienização normalmente. Em seguida, coloque um chumaço de algodão embebido em essência de baunilha no interior da geladeira.

15ª-Purificador de ambientes: Coloque um punhado de canela em pau e cravo-da-índia em 100ml de álcool. Deixe a mistura em repouso por 3 dias. Coloque-a em um borrifador e aplique nos ambientes sempre que quiser. Além de perfumar, repele insetos incômodos.

E Você? conhece alguma outra dica que pode facilitar nosso dia-a-dia? que tal compartilhá-la conosco?

Obs: Imagens captadas do Google Imagens

Banheiros para todos os gostos e desgostos

Para algumas pessoas, o banheiro é um dos lugares preferidos da casa. Vale qualquer investimento para torná-lo perfeito: banheira de hidromassagem, louças de primeira, design, revestimentos e acessórios tops de linha. Para outras, um banheiro é apenas um lugar de passagem. Estando limpo, já é suficiente. Mas, para outras, um banheiro deve, acima de tudo, proporcionar-lhes uma experiência única…

Para as mais saidinhas....

Para Hobbits...

Para as românticas

Para os destemidos

Para os desinibidos...

Para os exibicionistas....

Para game maníacos...

Para Corinthianos fanáticos

Para os que sonham alto...

Para os que não têm medo da verdade....

 

Para os fetichistas

Para destemidos, parte II....

Para músicos em busca de inspiração....

 

Para quem gosta de......no mato (Esse era do finado e ex-deputado federal mais votado do Brasil - Clodovil Hernandes, em Ubatuba-SP)

Para quem pode pagar...

 

Para quem pode pagar - Parte II...

Para Geeks....

Para os destemidos, parte III: A missão...

Para quem só pensa naquiiiiiilo....

Para fãs de thrillers...

Para os fãs de mangás

Para Girlies...

Para os divertidos...

Para os criativos...

Para os previnidos...

Para os azarados...

P.S.: Todas as imagens foram encontradas no site de busca Google Imagem.

Um lugar para cada coisa e cada coisa no seu lugar

Por: Tônia Amanda Paz dos Santos (a autora permite cópia, desde que citada a fonte e/ou indicado um link para este blog)

Se você precisa organizar sua casa, mas nunca encontra espaço suficiente nos armários, gavetas e prateleiras para todas as miúdezas que acabam ficando espalhadas, a revista Minha Casa  tem a solução para os seus problemas: a sapateira multiuso.

Sabe aquelas sapateiras de nylon ultracoloridas que você encontra em lojinhas de 1,99?  Elas dão um charme todo especial a diferentes ambientes de sua casa. Quer saber como? aí vão algumas dicas:

Organizando o material de trabalho no atelier

Organizando os brinquedos no quarto das crianças

Organizando e dando bossa à área de serviços

Na festinha de aniversário dos pimpolhos

Organizando o banheiro

 
E, para você, que adora plantas, mas não tem muito espaço para tê-las em casa, um tutorial para que você crie um original jardim (ou canteiro – é só trocar as suculentas por mudinhas de ervas e temperos) vertical:
 
Você ira precisar de:
 
– Sapateira de náilon
– Varão de 1,50 m com suportes
– Suculentas (aqui foram usadas nove mudas de espécies variadas)
– 1 kg de terra vegetal
– 1 kg de argila expandida
– Pá de jardinagem
 

Material necessário

 

Passo 1: Colocando o varão na borda superior da sapateira

 
 

Passo 2: Pendurando a sapateira nos suportes da parede

 
 

Passo 3: Colocando a argila expandida em cada repartimento da sapateira

 
 

Passo 4: Colocando a terra vegetal sobre a argila expandida

 

Passo 5: Plantando as mudas das plantas

 
 

Passo 6: Colocando mais terra vegetal

 
 

O resultado não é surpreendente?

 
Imagens disponíveis no site da Revista  Minha Casa
 

Outra versão: Branquinho Básico (Fonte: LifeHacker)

As plantas precisam de água e luz do sol, portanto,  nada de esquecê-las na parede, como se fossem mera decoração, hein?

Você tem outras ideias de uso para essa versátil sapateira? não esqueça de enviar uma foto para que seja colocada aqui no blog. Beijos!

O que elas têm na cabeça?

Por: Tônia Amanda Paz dos Santos (a autora permite cópia, desde que citada a fonte e/ou indicado um link para este blog)

Nós, mulheres, dentre uma porção de outras coisas, adoramos um acessoriozinho, um penduricalhozinho, um balangandãzinho. Pode ser no pescoço, nas orelhas, nos pulsos, tornozelos, dedos….nas unhas ou em tudo, ao mesmo tempo. Se não tomamos cuidado, algumas de nós pode acabar saindo por aí mais enfeitadas que árvore de natal. Mas na cabeça, incrivelmente, não ousamos tanto.

Dizem as fashionistas que os chapéus e casquetes serão tendência em 2012 (será que tem alguma relação com o casamento real que “abalou bangu” em abril passado?). Se a moda realmente vai  pegar, por aqui, eu não sei. Mas, a julgar pelo gosto duvidoso aliada a um desejo imenso de aparecer de algumas de nossas representantes femininas e pelo que já se usa lá fora, já fico imaginando o show de bizarrices que vai vir por aí.  

Top Five dos chapéus mais esquisitos dos últimos tempos:

Princesas Eugene e Beatrice, filhas do príncipe Andrew, da Inglaterra

 

Socialite inglesa Tara Palmer-Tomkinson no casamento de Kate Middleton com o príncipe Willian, da Inglaterra

 

Sarah Jéssica Parker, atriz e ícone nova-iorquina de moda, com sua excêntrica casquete

 

Frequentadora da famosa corrida Ascot Royal, na Inglaterra, usa um "basiquinho" jardim de alfazemas na cabeça

Por aqui, há quem já esteja correndo atrás de inspiração....

P.S.: Celebridades como Lady Gaga, Rihanna e Madonna, reconhecidamente hors concours em termos de excentricidades, ficaram de fora da lista para dar chance a novos rostinhos.

P.S2: De qualquer forma, sou adepta da filosofia que diz que cada um é feliz como bem entender, desde que para isso não tenha de prejudicar ninguém…portanto, esse post é mais uma curiosidade do que uma crítica propriamente dita. Se elas estão felizes com seus chapéus, é o que importa. Os incomodados que olhem para o outro lado…hehe!

« Older entries